- Nalvinhaaaaaaaaa, Edi passoooooouuuuu!

- Passou onde, mulé!

- Passou na faculdade, Nalvinha!

- E como é que tu mais o compadre vão pagar faculdade?

- Não é a gente que tem que pagar não, Nalvinha.

- Ah, não! E quem é que paga?

- É o governo que paga.

- O governo agora paga faculdade é?

- É de graça, Nalvinha.

- Comadre, tem que ver isso direito. Esses políticos não dão nada de graça pra gente.

- Agora nossa família vai ter um doutor, Nalvinha. Teu sobrinho vai ser um doutor médico.

- E tu acha que Edinardo…


Rio de Janeiro, 27 de fevereiro de 2021.

Cara Elena Greco,

Daqui em diante vou chamá-la de Lenu, espero que não haja problema para você. Demorei a escrever esta carta, pois não sabia como enviá-la. Pensei primeiro em mandar para o endereço da Anita Raja, já que, bom, você sabe. Mas achei melhor não dar muito crédito aos tabloides. Depois pensei em mandar para o Domenico Starnone, mas também desisti, porque não tenho tantas certezas quanto a… você sabe. …


brasil, 15 de janeiro de 2021.

Olá, Senhora Dusheiko. Como vai?

Há mais ou menos seis meses comecei a escrever uma carta para a senhora, mas acabei a abandonando pelo meio do caminho. Achei que não conseguiria um portador para entregar a missiva na Polônia ou onde quer que a senhora esteja no momento. Além disso, temos a barreira da língua, não é mesmo, eu escrevo em português e a senhora lê em inglês e polonês. Entretanto, hoje eu precisava conversar com alguém e acredito que somente a senhora poderia me entender completamente. Quando eu escrevi a primeira versão desta…


Acabei de ouvir no Jornal Nacional uma notícia que me levou a fazer uma viagem no tempo, minha máquina parou bem no Natal de 1982. Explico: é que o repórter anunciou que vários líderes europeus tranquilizaram as crianças dizendo que o Papai Noel não estaria submetido às rígidas regras de isolamento social, quarentena, lockdown ou como vocês queiram chamar esse negócio que o governo brasileiro fez questão de que não fosse implementado por aqui. O argumento utilizado, esclareceu o jornalista, foi de que Papai Noel faz um serviço essencial, portanto estaria liberado para circular, garantindo que os presentes seriam entregues…


Oi, Mônica!
Tudo bem?
Nossa, que pergunta idiota! Depois de tudo que aconteceu com você e no meio de uma pandemia, claro que não está tudo bem, né. Desculpa, eu quis dizer: como você está?
Olha, espero que você não fique chateada com esta mensagem. É que eu sou amiga do Davi e ele acabou me contando a tua história. Não foi com intuito de fofoca, não. Te juro! Acho que foi mais como uma maneira de me ajudar a pensar numas coisas complexas que acontecem na vida da gente, aquelas zonas obscuras que acabam ficando totalmente escondidas. Sabe como…


Oi, Mônica!
Tudo bem?
Nossa, que pergunta idiota! Depois de tudo que aconteceu com você e no meio de uma pandemia, claro que não está tudo bem, né. Desculpa, eu quis dizer: como você está?
Olha, espero que você não fique chateada com esta mensagem. É que eu sou amiga do Davi e ele acabou me contando a tua história. Não foi com intuito de fofoca, não. Te juro! Acho que foi mais como uma maneira de me ajudar a pensar numas coisas complexas que acontecem na vida da gente, aquelas zonas obscuras que acabam ficando totalmente escondidas. Sabe como…


Certamente quem tem mais de vinte anos já ouviu aquela música do Peninha que o Caetano também gravou: "Sonhos". Se você ainda não escutou, porque é sub-vinte ou está muito distraído do cancioneiro popular, procure este hino e depois volte aqui. Mas, se você já escutou, segue o fio.
Nesta canção, a passagem do tempo é determinante na história. É possível fazer um paralelo com as estações do ano. E começa na primavera.
A primeira estrofe fala do encontro casual do eu lírico com alguém que ele leva na brincadeira a princípio, mas depois vai se envolvendo. "Tudo era apenas…


“O homem puxa a mulher pelos cabelos, a mão bate no rosto dela. Depois a mulher chora ao lado da criança e a criança olha pela janela em silêncio.”

Nenhuma das resenhas que eu li/assisti sobre o livro “A raposa já era o caçador”, da Herta Muller, me preparou para o que seria a experiência de leitura deste livro. E, antes que vocês pensem que é uma frase arrogante, explico: não tem nada a ver com os resenhistas, a questão é o livro mesmo. Dito isso, um aviso aos navegantes: esta é uma não-resenha sobre o livro. …


Jane Fonda e Lili Tomlin interpretando Grace e Frankie. Imagem de divulgação

Nas últimas semanas, um grupo de pessoas em particular começou a chamar a nossa atenção: os idosos. A partir do momento em que a imprensa começou a veicular que pessoas acima dos 60 anos constituíam o chamado “grupo de risco” diante da ameaça do coronavírus, todos passamos a observá-los. Junto com isso também começaram os memes, os áudios, as charges, os vídeos, enfim, uma avalanche de informações sobre o fato de que os muitos velhos estavam contrariando as medidas protetivas de isolamento social e saindo de casa, não apenas para ir ao mercado ou à farmácia, mas também para ficar…


José Ferraz de Almeida Júnior — Leitura, 1892 — óleo sobre tela — 95 × 141 cm

No dia 8 de março, sempre tem aquele tio desavisado que manda o gif com flores no grupo da família no whatsapp. Tem também o restaurante que ainda não está antenado com as últimas tendências e dá um bombonzinho com uma mensagem exaltando a beleza feminina. Entretanto, a verdade é que, principalmente nos últimos anos, as mulheres têm conseguido construir uma agenda feminista que coloca o 8M como o que ele deve ser: um dia internacional de luta das mulheres por igualdade e não apenas mais uma data comercial como o dia das mães ou o natal.

Vários movimentos que…

Alê Magalhães

Leitora. Professora. Escritora. Administra o instagram literário @literaleblog.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store